Por que fazer pesquisa de clima organizacional no setor público?

09/05/2018

As pesquisas de clima organizacional vêm sendo cada vez mais utilizadas, o que se deve aos impactos positivos que ela é capaz de gerar em diversos ambientes. No setor públiconão é diferente: essa estratégia pode trazer contribuições bastante significativas, sendo válido considerar a sua implementação em uma entidade.

Os benefícios e os resultados dessa pesquisa abrangem uma grande variedade de possibilidades. Neste post, vamos abordar mais a fundo alguns deles e introduzir pontos importantes para a aplicação desse recurso. Para saber mais, continue sua leitura!

Qual é a importância da pesquisa de clima organizacional?

A pesquisa de clima organizacional contribui para a identificação de demandas do órgão público. Por meio dela, é possível descobrir necessidades que, até então, não haviam sido notadas, de modo que melhorias podem ser proporcionadas. Além disso, os pontos positivos da entidade ficam em evidência com a utilização dessa estratégia.

A longo prazo, se a pesquisa for realizada periodicamente, outro benefício é que ela se torna um banco de dados. Isso significa que será possível acompanhar, de forma mais aprofundada, o andamento da instituição, verificando todo o histórico de mudanças, melhorias ou problemas.

Como fazer uma boa pesquisa de clima organizacional?

Podemos perceber que essa é uma estratégia de grande valor para o setor público, mas é necessário que ela seja desenvolvida de maneira adequada. Vamos apresentar, a seguir, algumas dicas introdutórias para a implementação da pesquisa de clima organizacional no setor público. Confira!

Defina os objetivos da pesquisa

A pesquisa de clima organizacional pode ser voltada para diversas questões dos órgãos públicos. Ela pode se referir, por exemplo, desde ao espaço físico da instituição até aos processos internos. Por isso, é importante saber qual será o foco de determinada pesquisa para torná-la específica e conseguir chegar às questões que devem ser analisadas com maior clareza .

Planeje as etapas da pesquisa

Para ter mais segurança de que tudo vai correr bem, é válido planejar com cuidado cada uma das partes da pesquisa. Com isso, haverá maior preparo e será possível saber com mais eficácia o que deve ser feito.

Uma pesquisa de clima organizacional é composta por fases, dentre as quais podemos citar: comunicação aos servidores, coleta das informações, análise dos resultados e planejamento de mudanças ou estratégias. Prepare cada uma com atenção, lembrando-se sempre dos objetivos.

Permita que as respostas sejam anônimas

Permitir que os servidores respondam anonimamente à pesquisa de clima organizacional os deixa mais a vontade. Assim, eles se sentem mais seguros para dar respostas francas, mesmo se elas forem de teor negativo. Tranquilize os servidores e garanta que tudo terá o maior sigilo. Essa é, inclusive, uma maneira de conseguir feedbacks na gestão pública.

Quais são os benefícios da pesquisa de clima organizacional?

Os benefícios dessa pesquisa podem estar voltados para qualquer área a que ela se direcione. No entanto, mesmo quando o foco é um ponto bastante específico, também existem vantagens para o órgão público de um modo geral.

Alguns dos benefícios mais comuns incluem melhoras nas condições (físicas ou de relacionamento) no ambiente de trabalho, direcionamentos para as tomadas de decisão e redução do índice de rotatividade. Assim, é possível perceber como seus impactos podem ser amplos.

Como você pôde perceber, a pesquisa de clima organizacional aumenta a produtividade e traz melhoria nos resultados, além de levar em conta a opinião e o bem-estar dos servidores. Ou seja, basta fazer um bom planejamento e colocar em prática as estratégias definidas para cada setor.

Esperamos ter ajudado na compreensão da importância da pesquisa de clima organizacional. Se você gostou deste post, assine nossa newsletter para receber todos os conteúdos e novidades!